terça-feira, 6 de maio de 2008

A thousand strings attached

Como a humanidade, aos poucos, está recebendo com inigualável júbilo a notícia de que vai haver uma ULC Especial Boybands, resolvi tratar do assunto aqui no blog... Ouvindo os fósseis dos meus cd's de pop açucarado, achei um padrão formidável nas boybands. Quem achou que:

1) cantar sobre uma pungente dor de corno;
2) ser formada por exatos 5 garotos;
3) fazer um clipe com casacos largos de nylon, bolas de basquete ou roupas metalizadas cibernéticas;

...fossem as únicas semelhanças entre o 5ive, o N'Sync e os Backstreet Boys estava redondamente enganado. Na verdade, cada integrante cumpre um papel bem determinado e insubstituível até que um se torne alcólatra, se descubra gay, leve um chifre publicamente, veja Deus, ou até mesmo fique velho demais para fazer os movimentos obsenos das coreografias (*). A seguir, os papéis, a descrição e os exemplos:



BABY-FACE-QUE-GEME: Nick Carter (BSB), Justin Timberlake (N'Sync), Ritchie Neville (5ive). Eles são o buxixo das garotinhas de 12 a 14 anos. Provocam lágrimas, gritinhos alucinados, mãe me leva pra pegar autógrafo, correrias no aeroporto, desmaios por onde passam. São verdadeiramente feios, mas rebolam bem, são loiros e não têm espinhas, coisas que adquirem o status de alta virtude entre as cocotinhas. Justin parece um filhote de galo (se eu dissesse pinto (**), todo mundo iria entender outra coisa), tinha miojo brotando da cuca e era subnutrido. Nick tem a gengiva maior que o quadril, que já é maior que o da Beyoncé. Ritchie era uma combinação nojentinha e gasta de nariz-papagaio, asa-delta-sebosa, sorriso-coringa, o garoto-gatin-da-boate. Porém... o cantar gemido, visceral (no sentido mais porco da palavra), saindo de entranhas aparentemente podres, sofrido e, muitas vezes, uivado parecia seduzir o público: eles são tão fofinhos, olham como se emocionam cantando. Porra, eles não se emocionam, mas fazem uma força absurda pra voz sair.



BAD-BOY-PSEUDO-RAPPER: AJ McLean (BSB), Chris Kirkpatrick (N'Sync), J Brown (5ive). Eles são maus. Muito maus. Marrentos. Vitrines de tatuagem e apêndices corporais. Posam de alternativos, afetam originalidade e atitude, mas as letras das músicas que cantam são batidas frases de MSN: "I wish I could give the world to you, but love is all I have to give", "Cuz if you were my girlfriend, I'd be your shining star", "Every time I see you face I miss you baby". . TRUE MERMÃAAO. Eles deviam, NO MÍNIMO, se dignar a falar coisas mais bad-boy-oriented como Hey, maaan... We're busy here blowing the roof off! ou o simples e enfático YO!. Mesmo que apenas PENSEM que são rappers, ficando encarregados de cantar todas as partes faladas e rimadas das músicas. Mas não se enganem: essas partes são declarações de amor, convocações à pista de dança e ataques de corno disfarçados com densas pinceladas de gírias, servindo apenas para que ninguém confunda as boybands com as Spice Girls.



LINDO-E-INEXPRESSIVO: Lance Bass (N'Sync), Kevin Richardson (BSB), Abs Breen (5ive). Você tem entre 14 e 18 anos e nunca viu nenhum dos 3 cantar uma única linha. Mas tem todos os posters, broches, stickers, agendas, cadernos, recortes de jornal, revistas, álbuns de figurinhas, bonecos infláveis e merendeiras que sairam com a cara dele estampada. Porque ele é LINDOOOO. O príncipe encantado com o qual você sonha acordada, escutando a discografia do Abba. Aaah, se meu pai fosse dono da Microsoft, ele ia ser meu príncipe na festa de 15 anos. Longo suspiro. Sim, eu também acho os três lindooooos. Até hoje.



FEIOSO-QUE-NINGUÉM-SABE-O-NOME: Joey Fatone (N'Sync), Sean Conlon (5ive), Howie D (BSB). Eles só servem pra engrossar o coro, melhorar a organização dos boys no palco e dar destaque à beleza do tipo anterior. Situação de suas contratações:

Coreógrafo: Cara.. é difícil dispor simetricamente 4 pessoas e dar destaque a apenas 1.
Produtor: Ah não... O que está cantando tem que ficar sempre na frente. As bitches ficam dançado atrás, igualmente espaçadas, sempre aparecendo. Temos que expor nosso produto de maneira que seja agradável para os olhos de todos.
Coreógrafo: Então vamos precisar de mais um boy.
Produtor: Mas não temos tempo pra procurar... (olha pro faxineiro) Ei, você, quer ganhar dinheiro?
Faxineiro: As crianças têm que comer, né, doutor... Mas minha mãe não pode saber disso. Ela quer que eu estude.
Produtor: Ótimo. Não se preocupe, a sua imagem vai ser a menos explorada. Muita gente nem vai saber seu nome.
Coreógrafo: (chama o faxineiro) Você vai ficar ali na extrema esquerda. Nunca vai cantar.



O-RAPAZ-NORMAL-DA-VOZ-MELODIOSA: Brian Littrell (BSB), JC Chassez (N'Sync), Scott Robinson (5ive). Os únicos que não usam moduladores de voz e possuem algum talento. Dão o tom do coro e são esteticamente bem aceitáveis. Cantam a maior parte de todas as músicas. Quando a boyband acaba, viram produtores (ou evangélicos) e a mídia os esquece, pois não são bonitos, nem excêntricos, nem voluntariosos ou drogados. Poor boys. Por alguma razão por mim desconhecida, os únicos que permanecem fazendo ALGUM sucesso são os Baby-Face's. Ainda vou pensar sobre o assunto. Agora eu cansei.


(*) isso aconteceu, respectivamente, com: AJ, Lance, Justin, Brian e Kevin.

(**) biólogos de plantão, eu não tenho idéia se o pinto é o filho do galo... mas, foda-se.