domingo, 20 de abril de 2008

Nos idos de 2002...

Aline: Cara, o que quer dizer essa música que você colocou no seu blog?
Talitha: Qual, Things I'll Never Say, da Avril?
Aline: É, não consegui traduzir "I wanna see you go down on one knee".
Talitha: Ah, é simples... Assim, essa música fala das contradições dos sentimentos dela por um cara... Essa frase aí significa "Eu quero ver VOCÊ CAIR DA ESCADA COM UM JOELHO SÓ". Tanto que logo depois ela diz "Marry me today", pra acentuar o contraste!
Aline: Ah sim! Agora tudo faz sentido.

Obs1. Sim, minha mente eternamente perversa (e, naquela época, pouco treinada pro inglês) acreditava que esse era o sentido real da frase. Senão, não teria colocado no blog. Todos sabem que eu promovo a Marcha Anual Contra a Pieguice (passagem obrigatória por: set das novelas da Globo, casa da Sandy, Emi Odeon - a gravadora do Belo).

Obs2. Sim, Aline, atualmente poliglota e super chique, acreditou PIAMENTE na minha tradução.

O que será que eu pensava quando escutava "Am I squeezing you too tight?". Estrangulamento?

ODE DO DIA...

A Trotta toda hora me pede pra postar algo sobre ela aqui. DESSA VEZ ela me deu um bom motivo. Observem:



Contexto: Júlia Trotta (ou Júlia II), ex-brasileira, estava na sua faculdade, no Texas. Percebe um ajuntamento de pessoas revoltadas... Se aproxima... No centro, um preacher, vestindo uma camisa Homos go to Hell , distribuindo esses cards sagrados e dizendo: God created Adam and Eve, NOT ADAM AND STEVE . Na periferia, alguns gays com highlights, com aquela atitude talk to the hand, mandando o preacher tomar no cu (punição que eles mesmos não se incomodariam de aplicar). Intimidada pelo fanatismo e convicção do pregador, e louca para obter a prova material de sua participação num evento tão exclusivo, Júlia corre para buscar seu passe... Mas eles haviam acabado... Aparentemente, o céu tem vagas limitadas.

Atentem para: A importante observação do Free Out of Hell Pass: This card may be kept until needed or sold (tradução para o Thiago: Esse cartão pode ser mantido até quando necessário ou pode ser vendido)... vou imprimir o meu e vender pra Suzane von Richthofen, pelo preço moderado de um dos carrões que ela tem na garagem. Certeza que ela aceita. Ah, também reparem no direcionamento das chamas. Considerando que o cartão é destinado a homossexuais... coincidência?

Prooonto, Júlia... Quase declarei meu amor por você publicamente. Só não fiz isso porque não te amo. Afinal, você me mandou esse desenho: 8====>, noutro dia. MUITO MAU GOSTO, PARA ALGUÉM COMO EU. Jamais dividirei meus cookies com você, polaca.

PRÊMIOS DO DIA...

Troféu Ininteligibilidade: Tese de um sujeito da PUC - "Se ele é artilheiro eu também quero sair do banco": Um estudo sobre a co-parentalidade homossexual. É SÉRIO. Saiu no PUC Urgente.

Troféu Divisão Extrema do Trabalho: Outra tese - Equipamentos utilizados por iatistas da classe snipe: implicações músculo esqueléticas a partir de uma abordagem ergonômica. JAMAIS conseguiria estudar um caso tão estupidamente particular. É por isso que vou acabar vendendo tapioca na Tailândia.

QUADRINHO DO DIA...



Quem riu porque sabe que eu sou EXATAMENTE assim, riu pelo motivo certo. (pra conseguir ler, clique na imagem)

Eu, no Conversa Fiada, há uma semana: Cara, Maria Madalena tinha 7 demônios no corpo, era uma prostituta com aura de santa, teve um caso duvidoso com o homem mais superstar de todos os tempos (Jesus), tinha dinheiro, mas gostava mesmo era dos machos do povo, e ainda por cima tinha um nome duplo... CARA, TOTAL FILME DO ALMODÓVAR.

.
.
.

Cansei de escrever. Amanhã eu volto... ainda há muito pano pra manga.